Festa. Fúria. Femina.
Obras da Coleção FLAD

Exposição

20 mai. - 4 set. 2022

783Exposição 

FESTA. FÚRIA. FEMINA. – Obras da Coleção FLAD

20 mai. – 04 set. 2022

___

ARTISTAS | Aka Corleone – Alberto Carneiro – Alexandre Conefrey – Álvaro Lapa – Ana Hatherly – Ana Jotta – Ana Marchand – Ângela Ferreira – Ângelo de Sousa – António Poppe – António Sena – Bárbara Assis Pacheco – Carla Cabanas – Carlos Bunga – Cristina Massena – Dealmeida Esilva – Délio Jasse – Eduardo Batarda – Fernando Calhau – Gabriela Albergaria – Gaëtan – Graça Pereira Coutinho – Helena Almeida – Isabel Madureira Andrade – João Pedro Croft – João Queiroz – Jorge Martins – Jorge Molder – Jorge Pinheiro – Jorge Queiroz – José Loureiro – José Luís Neto – Julião Sarmento – Júlio Pomar – Luísa Correia Pereira – Luisa Cunha – Manuel Rosa – Margarida Lagarto – Mariana Gomes – Marwan Rechmaoui – Michael Biberstein – Miguel Branco – Nuno Nunes-Ferreira – Paula Rego – Paulo Brighenti – Pedro Barateiro – Pedro Cabrita Reis – Pedro Casqueiro – Pedro Portugal – Pedro Proença – Pedro Tropa – Rita Gaspar Vieira – Rosa Carvalho – Rui Chafes – Rui Moreira – Rui Patacho – Rui Vasconcelos – Ruy Leitão – Sara Bichão – Sara Chang Yan – Sofia Yala – Susanne S.D. Themlitz – Vasco Araújo – Vítor Pomar – Xana – Yonamine

///

O Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas e a Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento apresentam Festa.Fúria.Femina. – Obras da Coleção FLAD, entre os dias 20 de maio e 4 de setembro. A exposição reúne 146 obras selecionadas pelos curadores António Pinto Ribeiro e Sandra Vieira Jürgens e que são agora apresentadas pela primeira vez nos Açores.

Esta exposição, uma coprodução entre a FLAD e o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, parte do vasto acervo, iniciado em 1986, constituído maioritariamente por desenho e que integra igualmente pintura, fotografia e escultura. São obras que estabelecem diálogos e tensões, convocando enquadramentos sócio-históricos diversos e que representam a cena artística portuguesa desde a década de 80, assim como uma geração de artistas que preza a interdisciplinaridade.

Três eixos emergem da Coleção e dão nome a esta exposição. Festa. Fúria. Femina. dialogam e geram ideários: celebram a coleção, evocam a dimensão de performatividade inerente às práticas artísticas contemporâneas e destacam a dimensão feminina, exigindo um renovado olhar sobre a história de arte que tanto escamoteou as artistas.

O final de 2019 e o ano de 2020 marcam o retomar das aquisições de obras pela FLAD e a catalogação e tratamento da sua Coleção de Arte Contemporânea, criando uma base de dados em colaboração com a empresa Sistemas do Futuro. Em exibição figuram mais de 25 destas obras recentemente adquiridas, que se enquadram no conceito de transversalidade que a exposição pretende mostrar.

 

Programação paralela | Serviço de Mediação

Paralelamente à exposição, o serviço de mediação do Arquipélago desenhou uma programação com propostas de atividades.

Esta programação incluirá visitas-guiadas e visitas-oficina para alunos de todos os ciclos de ensino de São Miguel; workshops de desenho com artistas de renome, aulas abertas com os curadores da exposição – António Pinto Ribeiro e Sandra Vieira Jürgens – ; uma escola de verão para alunos do ensino secundário e ensino superior, tendo sido criadas, para esta escola, bolsas destinadas a alunos de outras ilhas dos Açores.

Consulte toda a programação paralela aqui .

Voltar à Programação