Blood Red Luxury
by Luís Godinho

Exposição de fotografia

9 jan - 28 fev 2021

For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Exposição

Blood Red Luxury, Luís Godinho

9 jan – 28 fev 2021

Piso 1 – Loja Arquipélago

 

O Arquipélago – Centro de Artes Contemporânea acolhe, em parceria com a AFAA, a exposição do fotógrafo Luís Godinho: Blood Red Luxury. Um trabalho realizado nas Minas de Thatha, no norte de Moçambique, em 2018 e que pode ser visto a partir do dia 9 de janeiro no Piso 1 da Loja Arquipélago.

||

Blood Red Luxury

A Mina de Thatha localiza-se no distrito de Ancuabe, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, na comunidade de Mahera. São aproximadamente oito quilómetros da estrada principal Pemba-Montepuez, segunda cidade da província.
Segundo a população local, tudo começou em Agosto de 2013, quando um grupo de tanzanianos que andava nas matas à procura de rubis, encontrou as pedras semipreciosas de Ganet (Granada), espalhadas pelas machambas pelo efeito das escavações de animais em busca de abrigo.
Com monitorização dos tanzanianos, deu-se então início à exploração. Em breve, todos nas redondezas tinham conhecimento da existência destas pedras na região.
O cenário com que me deparei foi deveras assustador, pois pensava que, nos dias de hoje, com tanta evolução, já ninguém trabalharia nas condições que encontrei. Homens, mulheres, adolescentes e crianças tentam a sorte cavando covas gigantes e garimpando em busca das benditas pedras de Granada. Munidos somente de pá e picareta, escavam desenfreadamente centenas de quilómetros de terra, a profundidades de mais de 15 metros. Algumas covas têm galerias subterrâneas onde já morreram trabalhadores devido ao desabamento dos túneis. Os terrenos são do Governo, mas a exploração é ilegal e sem condições mínimas de trabalho, tanto ao nível da higiene como da segurança.
Todas estas pedras são vendidas para os mercados chinês e tailandês. Nestas minas, a lei da sobrevivência fala mais alto. Ratos cozinhados e um pequeno caldo de ervas constituem, muitas vezes, a única refeição que os garimpeiros fazem todo o dia. Dormem em pequenas barracas onde existe apenas uma pequena cama, quando existe. Neste cenário de penúria, surgem algumas oportunidades de negócio para as “mamãs”, mulheres de idade que vendem comida e água potável em pequenas barracas, usando depois o dinheiro para comprar roupa para as crianças.
Para além das condições de trabalho desumanas, as minas têm mais impactos negativos. Muitas crianças faltam ou abandonam mesmo a escola, atraídas pelo dinheiro ou forçadas pelos pais a trabalhar. Aumentou muito a taxa de casamentos prematuros e surgiram novos casos de VIH-SIDA e tuberculose entre a comunidade. Nos arredores da mina, raparigas dos 16 aos 22 anos prostituem-se em palhotas localmente conhecidas como “colômbias”.
Enquanto, numa parte do planeta, as pessoas exibem, orgulhosas, anéis e colares com pedras preciosas; noutra, seres humanos em condições degradantes escavam nas profundezas para as encontrar., Luís Godinho

Biografia

Luís Godinho nasceu em Angra do Heroísmo, em 1983.
 Licenciado em Engenharia e Gestão Ambiental pela Universidade dos Açores, tem um vasto currículo como fotógrafo com destaque para a fotografia documental e fotojornalismo. Tornou-se fotógrafo profissional em 2017 e o seu trabalho é reconhecido internacionalmente pelos editores dos principais sites e revistas de fotografia, incluíndo: Na#onal Geographic, Leica Fotografie Interna#onal, Lens Culture, 500px e 1x. Vencedor e finalista de vários concursos internacionais, tem também fotografias publicadas em vários livros internacionais de fotografia. 
 Em 2017 ganhou o Primeiro Prémio dos Sony World Photography Awards. Foi Câmara de Prata em 2019 e de Bronze em 2020 no Concurso de Fotógrafo Europeu do Ano, ambos na categoria de fotojornalismo. 
 Atualmente, vive atualmente nas ilhas dos Açores, em Portugal e trabalha como fotógrafo freelance em todo o mundo.
Prémios 2020 – Menção honrosa categoria People, Children – International Photography Awards. 2020 – Duas Menções honrosas categoria Editorial / Press, Contemporary Issues – International Photography Awards. 2020 – Menção Honrosa categoria fotojornalismo professional – PX3 Prix De La Photographie Paris. 2020 – Menção Honrosa categoria fotojornalismo individual – Monovisions Photography Awards. 2020 – Menção Honrosa categoria pessoas serie – Monovisions Photography Awards. 2020 – Duas Menções Honrosas categoria fotojornalismo serie – Monovisions Photography Awards. 2020 – Camera de Bronze na categoria reportagem/fotojornalismo Fotografo Europeu de 2020 na FEP Federação Europeia de Fotógrafos. 2020 – Finalista em quatro categorias,(Documentário e Fotojornalismo, A beleza da natureza, Rostos e personagens fascinantes, Fotografia de rua) Siena International Photo Awards. 2019 – Terceiro lugar categoria People/Lifestyle – Tokyo International Photography Awards 2019 – Segundo lugar categoria Editorial/Photo Essay – Tokyo International Photography Awards. 2019 – Menção honrosa categoria People/Family – Tokyo International Photography Awards. 2019 – Representação da seleção nacional de Portugal Word Photographic cup na categoria Portrait. 2019 – Finalista Travel Photographer of the Year. 2019 – Menção honrosa categoria People, Children – International Photography Awards. 2019 – Menção honrosa categoria Sports, Other – International Photography Awards. 2019 – Menção honrosa categoria People, Lifestyle – International Photography Awards. 2019 – Menção honrosa categoria People, Street Photography – International Photography Awards. 2019 – Menção honrosa categoria Editorial / Press, Contemporary Issues – International Photography Awards. 2019 – Terceiro lugar Editorial / Press, Sports – International Photography Awards.
2019 – Terceiro lugar categoria Desporto (single) no POY – Picture of the year Latam 2019 – Primeiro lugar, categoria Documentário no ASPA – Alghero Street Photography Awards. 2019 – Menção honrosa, na categoria Viagens no ASPA – Alghero Street Photography Awards. 2019 – Camera de Prata na categoria reportagem/fotojornalismo Fotografo Europeu de 2019 na FEP Federação Europeia de Fotógrafos. 2019 – Top 15 Malta International photo award Storytelling category. 2019 – Top 15 Malta International photo award People category. 2018 – Finalista, Travel Photographer of the Year. 2018 – Finalista, The Independent Photographer Street Photography Contest. 2018 – Finalista com 3 fotografias e outra medalha de Prata, levando o primeiro lugar para Portugal no Top 10 Black and White photo contest 2018. 2018 – Finalista na competição mundial Travel Photographer Society na categoria de fotografia de rua. 2018 – Representação na Seleção Nacional de Portugal no Campeonato do Mundo de Fotografia na categoria de fotojornalismo. 2017 – Duas fotografias finalistas e uma em exibição na prestigiada Somerset House em Londres no grande concurso e famoso “Sony photography awards 2017. 2017 – Primeiro lugar, no maior concurso de fotografia mundial, Sony Photography awards Portugal, 2017. 2016 / 2017 – Cerca de 30 marcas de excelência em diversas categorias no, I shot it the best photo competition, of the Leica. 2016 – Primeiro lugar no, I shot it the best photo competition, of the Leica, na categoria “Gatos”. 2016 – Nomeado para o TOP de Excelencia da Leica. 2016 – Capa do Livro Visions, considerado um dos livros mais bonitos do mundo de fotografia, realizado pelo 1x. 2015 – Finalista na categoria Retrato 2015, pela Lens Culture. 2010 – Primeiro lugar, concurso de Paisagens de Portugal , da magazine O Mundo da Fotografia.

Back to Calendar of events