Fuso Insular

31 out 2020

For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

FUSO INSULAR

31 out 2020

18h30

Blackbox

Entrada gratuita, sujeita à lotação disponível

 

 

18h30
Imagem em Movimento
Apresentação das obras criadas durante o Laboratório Imagem em Movimento

Na sessão dedicada ao 1º Laboratório Imagem em Movimento realizado na Ilha de São Miguel, os seis artistas participantes do workshop apresentam seus trabalhos, desenvolvidos durante os meses de julho e agosto, sob a orientação teórica e prática dos artistas Daniel Blaufuks e André Laranjinha.

 

Gregory Le Lay, MILK SHAKE, 2020, 3’28’’

Pedro Pascoa, Irmã Maçã, 2020, 6’

David Meireles, Teledescontrolo, 2020, 4’28’’

Sara Leal, Fake Plastic Flower, 2020, 10’

Mário Roberto, O meu reino já foi um cavalo…, 2020, 5’

Sara Massa, É só um cisne negro, 2020, 3’27’’

 

19h10
And All Will Be Repeated, de Daniel Blaufuks
Estreia mundial do novo filme

A finalizar a programação do FUSO INSULAR, a estreia mundial do novo filme do artista Daniel Blaufuks, realizado no parque do Terra Nostra na ilha de São Miguel. A obra remete para e homenageia a cena final do filme “Nostalgia” do realizador russo Andrej Tarkovsky.

Realização e Montagem| Daniel Blaufuks
Som e Imagem | Catarina Mourão
Narração | Oxana Ianin e Daniel Blaufuks
Pós-Produção de Som | Pedro Marinho

||

Laboratório Imagem em Movimento

O Laboratório Imagem em Movimento é um convite à comunidade açoriana interessada nas artes cinematográficas. Os participantes recebem formação teórica e prática e são incentivados a desenvolver seus próprios projetos artísticos.
Selecionados por meio de um concurso (chamada aberta), o primeiro laboratório do FUSO INSULAR teve duração de dois meses e contou com a participação de Gregory Le Lay, Pedro Páscoa, David Meireles, Sara Leal, Mário Roberto e Sara Massa. Num primeiro momento, e a partir da sua própria obra, o artista convidado Daniel Blaufuks foi o responsável pela componente teórica, que serviu de base para o desenvolvimento dos projetos individuais. A orientação prática ficou a cargo de André Laranjinha, com o apoio técnico do Centro de Produção Audiovisual do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas.

O FUSO INSULAR é uma mostra de videoarte que traz na sua essência a excelência da programação do FUSO – Anual de Videoarte Internacional de Lisboa. São apresentadas obras de artistas históricos e contemporâneos, selecionadas por curadores de renome nacional e internacional, revelando autores pouco conhecidos nos Açores. A mostra pretende fomentar o pensamento crítico em torno dos novos media, valorizando a imagem em movimento como expressão artística transversal a todas as práticas, cruzando linguagens de filme experimental, da performance, da fotografia e do cinema.
O FUSO INSULAR aposta também na educação como forma de transformação da sociedade, ao desenvolver um Laboratório Criativo dirigido à comunidade artística açoriana interessada nas artes cinematográficas. Por meio do visionamento de obras e palestras de artistas atuantes na área da imagem em movimento, os participantes são incentivados a desenvolverem seus próprios projetos artísticos. Para potencializar e divulgar a criação desses jovens artistas açorianos, as obras produzidas no Laboratório são apresentadas durante a Mostra.
Divulgar a produção da videoarte portuguesa também faz parte da programação do FUSO INSULAR. São mostradas as obras de artistas premiados nos concursos Open Call do festival FUSO – Anual de Videoarte Internacional de Lisboa, dando a conhecer artistas portugueses e estrangeiros a viver em Portugal, cujos trabalhos se relacionam com o tempo presente de mudança e emergência, pensando as suas causas passadas e consequências futuras.

www.fusoinsular.fusovieoarte.com

Back to Calendar of events